Obrigado pela visita!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Cerveja e Álcool x Musculação



 
O consumo de bebidas costuma ser comum na rotina de muitas pessoas. Apesar de saberem dos males causados pela bebida, esta continua a ser para muitos um “vício” difícil de largar. O álcool é uma droga “socialmente aceita” e muitas vezes até incentivada.

É comum beber em festas, noitadas, etc. Isso se tornou algo básico, diariamente ou somente nos finais de semana. Há pessoas que não conseguem se divertir caso não tenham bebido. São comuns comentários do tipo: “festa sem álcool não tem graça, não é festa”. Com isso, acaba ocorrendo a introdução da bebida alcoólica na rotina de vida, gerando muitas vezes abusos e, em determinados casos, levando até a dependência.

O que muitas pessoas acabam esquecendo é que doenças do fígado, sistema digestivo e coração, assim como perda de apetite e deficiências vitamínicas, são alguns dos problemas causados diretamente pelo álcool.

A ingestão contínua do álcool desgasta o organismo e então surgem os sintomas que comprometem a disposição para trabalhar, estudar, treinar, etc.

 
Com relação a absorção do álcool pelo organismo:

 O processo de absorção do álcool é relativamente rápido (90% em uma hora). Porém o mesmo não ocorre com a eliminação, que demora de 6 (seis) a 8 (oito) horas e é feita através do fígado (90%), da respiração (8%) e da transpiração (2%).

Muitas pessoas passam a noite toda bebendo, sem dormir, sem comer direito e, para piorar, no dia seguinte ficam ainda mais horas sem comer, isso quando não passam muito mal e/ou têm ressaca, o que detona ainda mais o organismo, em todos os sentidos.

Agora, você já deve ter uma noção do quanto o álcool tende a prejudicar os seus objetivos na musculação.

 
Álcool x musculação

Muitos se perguntam: “Como o álcool pode atrapalhar meus ganhos?" É claro, existem aqueles que nem têm noção do quanto que o álcool pode prejudicar os resultados na musculação.

Alguns pontos importantes a respeito da ingestão de bebida que devem ampliar o conhecimento a respeito dos malefícios que ela pode trazer aos praticantes de musculação ou mesmo de outros esportes.

É muito comum ver pessoas que passam a semana toda seguindo “dieta”, seja com objetivo de ganho de massa muscular, emagrecimento ou definição. Mas, ao chegar o fim de semana, é de lei “sair para beber” ou “tomar a cervejinha sagrada”. É quase impossível ficar sem beber.

É também bastante comum escutarmos essas mesmas pessoas reclamarem da falta de resultados expressivos em seus objetivos. Elas se questionam até porque seguem dietas restritas e mesmo assim não conseguem atingir bons resultados em seus objetivos.

Você pode até ter uma dieta bem montada e um treinamento bem elaborado — e ter disciplina em segui-los —, mas não adianta todo seu esforço se você não consegue ver que bebida alcoólica e desenvolvimento muscular não combinam. São lados opostos, onde a bebida pode ser considerada como a “sabotadora” de resultados.

 
Álcool x emagrecimento

Em dietas para perder peso ou ganhar definição, o consumo de calorias diárias costuma ser bem restrito. Muitas pessoas, apesar de seguirem suas dietas durante a semana, pecam ao consumir bebidas alcoólicas durante suas dietas. Com apenas um copo de cerveja você ter estragadoo toda ela. Pense duas vezes antes de beber, pois pode parecer que não, mais isso interfere e muito no resultado final. Dependendo da restrição de calorias que contém a sua dieta, um copo de bebida é capaz de acabar com o esforço e disciplina de uma semana inteira!

 
As bebidas alcoólicas contêm muitas calorias!

Vale lembrar que, muitas vezes, junto com o consumo do álcool, vem o famoso “tira-gosto”, que geralmente são engordurados, frituras, etc. Mesmo em pequenas quantidades, já se torna devastador para acabar com qualquer sucesso em termos de resultados de emagrecimento e/ou definição:

    1 grama de proteína = 4 calorias;
    1 grama de carboidrato = 4 calorias;
    1 grama de álcool = 7 calorias;
    1 grama de gordura = 9 calorias.

Observe que o álcool só perde, em quantidade calórica, para as gorduras. Geralmente, as pessoas cortam os alimentos gordurosos quando estão em dieta, mais ainda sim, mantém a bebida no final de semana.

E ainda existem aqueles que comem menos com medo de ganhar peso e mesmo assim mantém o consumo de bebida alcoólica, o que é um grande erro. A verdade é que as pessoas teimam em temer a comida. Muitos trocam a comida pela bebida, comem menos e bebem mais, e não entendem porque não conseguem emagrecer, já que quase não comem. É uma seqüência absurda de erros cometidos que acabam comprometendo o bom funcionamento do organismo, a saúde e a obtenção de resultados concretos em seus objetivos.

 
Álcool x ganho de massa muscular

O álcool prejudica os ganhos de massa muscular. Se você procura ganho de massa muscular, não existe coisa pior que o consumo de bebidas alcoólicas. O fator principal para quem procura aumento de massa muscular é a alimentação. Se a alimentação é falha, se faltam nutrientes, vitaminas, etc, os ganhos de massa muscular acabem sendo comprometidos. Mesmo que o individuo tenha um bom treinamento e alimentação, seu rendimento e seus ganhos, podem acabar bastante comprometidos devido ao fato de que seu corpo não conseguirá obter os nutrientes e vitaminas como realmente necessitaria.

Ninguém aumenta a massa muscular durante o treinamento ou dentro da academia. É fora da academia, durante o descanso, que o individuo irá crescer. Por isso são necessárias boas noites de sono e a manutenção de uma boa alimentação, não só ao longo do dia como durante a semana toda.
Observe os efeitos da bebida alcoólica dentro do organismo:
 
  • Atrapalha a capacidade do organismo em absorver os nutrientes;
  • Causa desidratação do organismo;
  • Diminui a taxa de açúcar no sangue;
  • Eleva os níveis de cortisol (hormônio do catabolismo);
  • Diminui os níveis de testosterona;
  • Causa deficiência de vitaminas B1, B2, B6, B12 e C. Vitaminas de extrema importância para aqueles que procuram aumento de massa muscular.


Diminuição do Testosterona e o aumento do Cortisol

Um estudo feito em 8 voluntários, homens saudáveis, provou que depois de consumir álcool, houve uma queda significante no testosterona e um aumento no cortisol(basicamente o hormônio que destroi tecido muscular), e o organismo desses voluntários ficaram neste estado por mais de 24 horas.

Então se você deseja realmente manter um ganho expressivo de massa muscular, vai ter que pegar leve na ingestão de álcool, quanto mais os níveis de testosterona estiverem altos e o de cortil baixos, além dos ganhos serem mais fáceis a perder o que já ganhou também será, o que você não vai conseguir, se embriagando todo final de semana.
 

Diminuição na absorção de vitaminas e minerais

Quando você consome uma quantidade elevada de álcool, isso faz com que o seu fígado fique ocupado a todo tempo convertendo o álcool em acetato e qualquer vitamina ou mineral que passar pelo fígado vai ser eliminado pelo processo de desintoxicação.

O álcool interefere no metabolismo da maioria das vitaminas, e com a absorção de vários nutrientes. Estimula a excreção de cálcio e magnésio pela urina.(Você vai urinar estes importantes nutrientes). E como se não fosse suficiente a comida no estômago ainda irá competir com o álcool pela absorção na corrente sanguínea.

Para quem treina com pesos, sabe que a necessidade de uma alimentação balanceada é importante e bebendo não é o caminho para se conseguir isso.
 

Diminui a síntese proteica

Ou seja, o crescimento muscular vai diminuir mais de 20%, pois a capacidade do corpo de sintetizar a proteína vai estar prejudicada com a ingestão do álcool.
 

Desidratação

Um efeito colateral comum da bebida alcoólica é o efeito diurético, principalmente a cerveja. Você vai sentir vontade de ir no banheiro toda hora, saiba que você está urinando os líquidos do seu corpo e não uma urina normal. E você deve saber que o nosso corpo(principalmente os músculos) são constituidos por de 70% somente água.
 

Sono

O alcoolismo pode gerar desordem no sono e todo marombeiro sabe que o descanso é fundamental, sem as horas necessárias de sono com qualidade o corpo não se recupera adequadamente e não libera hormônio do crescimento.


Mesmo sendo bem calórico, o álcool prejudica o organismo, que fica deficiente de vitaminas, sais minerais e proteínas. Ele é rapidamente absorvido pelo corpo e acaba atrapalhando o metabolismo e a capacidade do seu organismo em restabelecer a glicemia (presença de açúcar no sangue).

Mesmo bem alimentado, o organismo não consegue absorver bem os componentes dos alimentos, através do intestino delgado — principalmente as vitaminas B1, B6, B3 e o ácido fólico. Isso faz com que a pessoa tenha falta de apetite, e essa deficiência alimentar provoca reações danosas, causadas também pela queda acentuada de potássio, magnésio, cálcio, zinco e fósforo. Estudos recentes também comprovam que o álcool diminuiria os níveis de testosterona do corpo (como demosntrado anteriormente).

Teses e estudos recentes comprovam que o álcool é hiper-estrogênico, ou seja, nas mulheres, faz seu fígado produzir muito hormônio feminino (estradiol/estrona), e nos homens, esse efeito silencioso é refletido na inibição dos receptores da testosterona no tecido muscular e hipotálamo. Neste último, os danos são ainda mais graves. Eles malham e a fibra somente fica “inchada”, a força não vem, a fadiga e a agressividade aumentam, libido e ereção diminuem cada vez mais.

É muito complicado uma pessoa adquirir uma razoável quantidade de massa muscular “enchendo a cara” sempre. Quem procura aumento de massa muscular sabe o quanto uma boa alimentação e o descanso são fundamentais. Logo, o álcool somente vai prejudicar e/ou retardar os seus resultados.


BONS TREINOS

Um comentário:

  1. meu amigo me mando isso agr no face, sao 17:07 da tarde, acabei de acorda...a umas 12hrs atraz eu tava secando um chivas...felipe cuzao!hahahahahah

    ResponderExcluir